sábado, 14 de dezembro de 2013

"É MUITO MAIS FÁCIL OLHAR PARA TRÁS NA SUA VIDA E SABER QUE VOCÊ DEU TUDO DE SI, DO QUE VIVER PENSANDO NO QUE PODERIA TER SIDO"

"[...]Deixa eu definir exaustão pra você. Exaustão é aquele ponto onde é tão doloroso que você não consegue forçar mais, aquele ponto que machuca tanto que você nem consegue pensar direito. É chegar aquele ponto que você sabe que fez absolutamente tudo ao seu alcance, que não há mais nada que poderia ser feito. Então qual a diferença entre eles e você? O que você está fazendo nessa etapa da sua vida? Pergunte-se: você está caminhando para mais perto dos seus objetivos ou está se afastando deles? Você está batendo nas portas da exaustão ou está apenas desconfortável? Sabe, estar desconfortável não é exaustão. Estar desconfortável é sua mente desistindo antes do corpo. Estar desconfortável é desistir quando deveria tentar de novo. Alcançar a excelência acontece quando você vai fazer alguma coisa que vai acabar com você só pra fazer você melhor naquilo. Porque é mais fácil comprar ingressos pro jogo do que preparar-se pra o jogo. É mais fácil divertir-se com os amigos do que se divertir uma hora nas escadarias. É mais fácil dormir até tarde do que acordar para fazer 100 tiros de corrida. É mais fácil ir a uma festa do que fazer aguachamentos forçados. É mais fácil assistir atletas do sofá do que ser o cara atrás do troféu. MAS TAMBÉM É MUITO MAIS FÁCIL OLHAR PARA TRÁS NA SUA VIDA E SABER QUE VOCÊ DEU TUDO DE SI, DO QUE VIVER PENSANDO NO QUE PODERIA TER SIDO. É muito mais fácil não desperdiçar seu potencial do que deixar esse peso nos seus ombros por toda sua vida. Ninguém nunca disse que ser bem sucedido seria fácil, mas vou te falar uma coisa: pode ter certeza de que vale a pena![...]"

video

sábado, 7 de dezembro de 2013

Aquele momento em que a única coisa que você queria era se sentir especial...

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

"E dos perfumes mais raros, eu escolheria teu cheiro…"
— Estefânio N.


sábado, 2 de novembro de 2013

Dom Quixote e Sancho Pança

Quantas não são as vezes em que nos pegamos querendo transformar um pequeno problema em algo gigantesco?
Quantas não são as vezes em que fazemos tempestade em copo d'água?
Quantas não são as vezes em que transformamos moinhos de vento em gigantes?
O que seria de nossa vida se nela não houvesse um Sancho Pança? O que seria de nós? Se não existisse aquele companheiro leal e fiel e, acima de tudo, vendo a realidade, aceita e compreende as nossas loucuras?

- K2L


Sentimental eu sou

"Ando tão sentimental que qualquer filme romântico da Sessão da Tarde me faz chorar"

- Desconheço autoria



sábado, 14 de setembro de 2013

Foi o que eu sempre pensei sobre aquela historia do Jardim do Éden...

"- Por que não comemos primeiro e pensamos depois? – disse. 
- Talvez seja isso que eles querem que a gente faça. 
- Está bem, encare desta maneira...
- Começou bem – disse Ford.
- Colocaram isso aí para comermos. Não importa se vão nos fazer bem ou mal, se eles estão querendo nos alimentar ou nos envenenar. Se forem venenosas e não comermos, eles vão nos atacar de algum outro jeito. Se não comermos, saímos perdendo de qualquer forma.
- Gostei do seu jeito de pensar – disse Ford -, agora coma uma.
Hesitante, Arthur apanhou uma das coisas que pareciam peras.
- Foi o que eu sempre pensei sobre aquela historia do Jardim do Éden – disse Ford.
- O quê?
- O Jardim do Éden. A árvore. A maçã. Essa parte, lembra?
- Lembro, claro que eu lembro.
- O tal de Deus põe uma macieira no meio de um jardim e diz “vocês dois podem fazer o que vocês quiserem aqui, mas não comam essa maçã”. Obviamente eles comem a maçã, então Deus pula de trás de uma moita gritando: “Peguei vocês, peguei vocês!” Não faria a menor diferença se eles não tivessem comido a maçã.
- Por que não?
- Olha, quando você está lidando com alguém que tem esse tipo de mentalidade – mais ou menos a mesma das pessoas que deixam um chapéu na calçada com um tijolo embaixo para os outros chutarem -, pode ter certeza de que ele não vai desistir. Ele vai acabar te pegando.
- Do que você está falando?
- Esqueça, come a fruta.
- Sabe, este lugar até que parece o Jardim do Éden.
- Coma a fruta.
- Também soa como o Éden."


- Trecho do livro "O restaurante no fim do universo"

sábado, 12 de janeiro de 2013

"Limpar o banheiro é um preço a pagar pela saúde social."

Só pelo título conseguimos ter uma ideia de quao forte e verdadeira será a leitura desse texto. Posso dizer, com toda certeza, que é um dos melhores textos que já tive o prazer de ler. Espero que gostem e que reflitam um pouco a partir dele. Quem sabe assim, a gente não consegue mudar alguma coisa na nossa adorada pátria amada.

Da relação direta entre ter de limpar seu banheiro você mesmo e poder abrir sem medo um Mac Book no ônibus